Imprensa

Release Geral 2015

Bodas de Prata para a Dança

Mané Garrincha recebe XXV Seminário Internacional de Dança de Brasília

O Seminário Internacional de Dança de Brasília completa 25 anos e devido a isso, o Estádio Nacional Mané Garrincha sediará o evento. O Seminário será realizado de 17 de julho até 1º de agosto, mas as inscrições já estão abertas.

PROGRAMAÇÃO OFICIAL – Todas as apresentações são gratuitas e com censura livre
18 de Julho – Gala de Abertura: Apresentação com a “Flamencuras”, companhia espanhola de dança Flamenca. O Flamenco é uma das manifestações culturais mais tradicionais da Espanha, originária da região de Andaluzia, sul do país. Executada durante as Touradas, tem forte influência cigana e árabe, o que faz da apresentação um espetáculo de sensualidade e mistério. A participação do Flamencuras tem apoio da Embaixada da Espanha e do Instituto Cervantes.
25 de julho – Gala Santoro –  apresentando a São Paulo Cia. de Dança
26 de Julho – Gala dos Premiados/Bolsistas: O ponto alto do Seminário este ano será a Gala dos Premiados, apresentando bolsistas do evento que fizeram uma carreira digna de nota. Neste mesmo espetáculo será prestada homenagem às Personalidades e Instituições nacionais e internacionais que apoiaram o evento em seu percurso de sucesso.
1 de Agosto – Gala de Encerramento acoplada à Gala de Premiação: Com a participação da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, sob a regência do Maestro Claudio Cohen. Programa variado com grupos convidados e a participação de alunos do evento, que tradicionalmente montam um espetáculo grandioso durante os dias que duram o Seminário.

Bolsas para carentes

Como todo ano, o evento doará 100 bolsas para que pessoas/artistas carentes possam sonhar ou manter vivos os sonhos de uma carreira profissional por meio da dança.O ideal é que as pessoas já comecem a mandar as solicitações de bolsa o quanto antes, sem deixar para a última hora – o que deve ser feito diretamente ao Secretário de Estado de Cultura Guilherme Reis. Um grupo de professores de dança e produtores – coordenado pela idealizadora do evento, Gisèle Santoro –  compõe a Comissão que analisa e concede as bolsas à medida que os pedidos vão chegando. Ou seja, quando antes chegarem, mais chances terão de ser escolhidos (e-mail- santorogisele@gmail.com)

Inclusão Social – dança para cadeirantes (parceria com o Sarah) e para crianças com Síndrome de Down

De acordo com a coordenadora do evento, Gisèle Santoro outro aspecto importante dessa comemoração dos 25 anos será uma maior espaço à questão da inclusão social com as seguintes atividades: curso de dança para cadeirantes (em parceria com a Rede Sarah) , curso de dança cigana para crianças com Síndrome de Down e estímulo maior para as entidades que trabalham com essas deficiências possam apresentar-se no Palco Livre e ainda também possam inscrever-se e participar do prestigiado Concurso do Seminário e poderem também ser premiados (até hoje nenhum grupo ou participante disputou o Concurso, apesar de as inscrições sempre terem permitido tal participação…)

Inclusão cultural

Fechamos uma parceria com a Associação Internacional Maylê Sara Kalí (AMSK/Brasil)  que tem realizado desde 2009, por intermédio do Grupo Sara Kalí, relevante trabalho de propagação da história, tradições e costumes dos povos romani (ciganos) com o desenvolvimento do Projeto Kalinka – contemplado com o Prêmio Nacional de Educação em Direitos Humanos 2014. Isto vem de encontro ao nosso desejo de uma maior divulgação da cultura das minorias, apoiando no evento a arte-educação das danças ciganas como um instrumento fundamental para superar o preconceito e a discriminação aos povos ciganos, como forma de difusão da cultura, valorização e preservação de sua identidade, e também para coibir a criação de estereótipos acerca de suas expressões culturais. O grupo participará do evento, com apresentações e aulões  no Palco Livre, que estarão abertos à comunidade. As técnicas abordadas na Oficina do Projeto Kalinka compreendem os ensinamentos das técnicas de danças ciganas bailadas nos ritmos do povo Rom (Romênia, Hungria e Rússia), povo Kalé (Espanha – ritmo rumba gitana), e povo Ghawazee (Egito). Dentro desta participação, estamos programando uma palestra-espetáculo de exposição didática e dialogada sobre a história, as tradições e costumes dos povos romani (ciganos).

Mudando vidas

A professora encara o projeto como sua missão de vida. Ela se emociona ao relatar algumas das muitas histórias que presenciou durante estes 25 anos, como a de um menino de Araraquara – SP que se viciou em crack aos nove anos, mas se libertou das drogas por meio da dança. Na parte competitiva do Seminário, seu grupo de Hip Hop ganhou medalha de bronze e foi ele que, chorando, recebeu o Prêmio das mãos do Júri Internacional. “Me faz muito mal ver estes talentos desperdiçados. O brasileiro é um dançarino nato, mas falta educação técnica, disciplina e oportunidades. Enquanto na Alemanha existem 89 teatros estatais com ópera, ballet, arte dramática e concertos, no Brasil temos 5 Teatros estatais com corpos estáveis e 5 escolas estatais profissionalizantes de dança”.

Seminário

O Seminário Internacional de Dança de Brasília foi idealizado em 1991 pela bailarina, professora e coreógrafa Gisèle Santoro, quando trabalhava na Fundação Cultural do  Distrito Federal e desde sua  criação coordenado por sua idealizadora. Criado pela Secretaria de Cultura na gestão do Secretário Márcio Cotrim, com dotação especial votada pelo Conselho Deliberativo da Fundação Cultural do DF, o Seminário, desde sua primeira edição e por determinação governamental, deve ser realizado pela Secretaria de Cultura em parceria com uma instituição cultural sem fins lucrativos. Entre elas a Fundação Ballet do Brasil, a Pró-Arte de Brasília, a Associação das Mulheres Profissionais e de Negócios do DF. Atualmente a entidade parceira é a Associação Cultural Claudio Santoro Este ano, novamente o evento conta com patrocínio do Fundo de Apoio à Cultura do DF (FAC-DF).

Abertura

A Gala de Abertura será realizada no sábado (18/07) e estará a cargo da companhia espanhola de dança flamenca “Flamencuras”,

Gala dos Premiados/Bolsistas

O ponto alto do evento será a Gala dos Premiados, domingo 26 de julho, apresentando bolsistas do evento que fizeram uma carreira digna de nota. Neste mesmo espetáculo será prestadahomenagem às Personalidades e Instituições nacionais e internacionais que apoiaram o evento em seu percurso de sucesso.

Gala de Premiação/Gala de Encerramento

A Gala de Encerramento será sábado, 1º de agosto, e contará com a participação da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, sob a regência do Maestro Claudio Cohen. Programa variado com grupos convidados e a participação de alunos do evento.

Aprendizado

Não é só na competição que os alunos são avaliados, durante as aulas e ensaios seu desempenho e potencial é  escrutinado  pelos professores e Membros do Júri, e algumas vezes por convidados. Quesitos como evolução da aprendizagem, comprometimento, relacionamento pessoal são levados em consideração. Ao final do evento, muitos alunos que tiveram desempenho exemplar são contemplados com prêmios, que podem a chegar bolsas internacionais de estudo, com todas as despesas pagas.

Bolsas de estudo para o exterior

O Seminário bateu recorde de bolsas no último ano. Graças ao apoio de entidades públicas, privadas (do Brasil e de outros países) e embaixadas, o evento está cada vez maior, e mais tocante. Estão previstas  bolsas para o Canadá, Alemanha, França, Suiça,  e Estados Unidos.

Oficinas de dança flamenca

A Embaixada da Espanha, consistente apoiadora, oferece este ano ao evento o coletivo de dança flamenca Flamencuras, que fará o espetáculo de abertura, e dará duas oficinas do estilo por dia, durante uma semana.

Inscrições

Para participar, o bailarino ou bailarina deve acessar o site http://www.dancebrasil.art.br , imprimir, preencher e assinar as fichas de inscrição e pagamento, declaração de ciência e concordância com as regras do evento e declaração de concordância com a cessão das imagens para uso no seminário (se desejar participar do concurso de dança também deve preencher e assinar a ficha de inscrição no concurso, e também pagar a taxa correspondente). Depois o inscrito deve enviar tudo para o endereço que consta no site, via SEDEX, junto com duas fotos 3×4, fotocópia dos documentos e cópia do comprovante do depósito bancário correspondente à matrícula (o original deve ser apresentado no dia do credenciamento). Quem for participar do concurso deve enviar uma foto em pose de dança, indicando no verso o nome do candidato e da obra representada.

Cronograma

Credenciamento e Secretariado – a partir de 13 de julho
Aulas Inaugurais* – 17 de julho (6ª feira) com os professores que ensaiarão a 1ª. etapa
Ensaio da 1ª etapa – 18 de julho (sábado)
Gala de Abertura**: 18 de julho (sábado)
1ª etapa do concurso****:  19 de julho (domingo)
Início dos cursos regulares: 20 de julho (2ª feira)
2ª etapa do concurso:  25 de julho (sábado)
Gala Santoro – 25 de julho- (sábado)
Gala dos Premiados: 26 de julho (domingo)
Final do Concurso: 30 de julho (5ª feira)
Gala de Premiação: 01 de agosto (sábado)
Gala de Encerramento: 01 de agosto (sábado)

* com os professores que ensaiarão a 1ª. etapa / ** para convidados / *** para público em geral/ ****domingo pela manhã, na maior sala de aula

Informações

XXV Seminário Internacional de Dança de Brasília

Inscrições: Abertas

Período do Seminário: de 17 de julho à 1º de agosto

Local: Estádio Nacional Mané Garrincha

Telefones: (61) 3273-3095 / 8574-1695 / 9877-8362 (Djane)

Site: http://www.seminario.dancebrasil.art.br

Assessoria de imprensa

MARCOS LINHARES – (61) 8405 8290

JOÃO VITOR FERNZ – (61)  9848-2555

GUSTAVO CORDEIRO – (61) 8146-2676

 

Release Geral 2014

Seminário há 24 anos traz  o melhor da dança internacional

Professores internacionais, espetáculos com grupos convidados e coreógrafos internacionais, inclusão no ano da Alemanha no Brasil, bolsas no exterior e realização de 23 de junho a 11 de julho no CCBB marcarão a edição 2014 do Seminário Internacional de Dança de Brasília, eixo central do programa DANCE BRASIL .

Estão abertas as inscrições pelo site www.dancebrasil.art.br para a 24ª edição do Seminário Internacional de Dança de Brasília. O evento será realizado de 23 de junho a 11 de julho e,  pela primeira vez, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB). Além de novos professores internacionais como Christoph Böhm (Alemanha) e Rachel Hendricks (EUA),o evento promovido pela Secretaria de Estado da Cultura do Distrito Federal em parceria com a Associação Cultural Claudio Santoro será aberto com o espetáculo 1964, do grupo paulista FACES OCULTAS e será encerrado com um espetáculo incluído no Ano da Alemanha no Brasil.

O evento, conhecido e respeitado nacional e internacionalmente, é responsável por ter possibilitado uma carreira internacional a mais de 400 bailarinos brasileiros, por meio de Bolsas de Estudo, Estágios e Contratos em prestigiadas escolas, academias e companhias internacionais. A coordenadora do evento, a coreógrafa e bailarina, Gisèle Santoro, afirma que este é um ano especial “por homenagearmos Claudio Santoro – patrono da instituição que realiza o evento – por seus 95 anos de nascimento, 25 de falecimento e 35 de inauguração do Teatro Nacional Claudio Santoro e criação de sua Orquestra Sinfônica.

Para 2014, além de Prêmios previstos no valor de R$ 20 mil , serão oferecidas 10 Bolsas de Estudo e Estágios. E bolsistas selecionados poderão eventualmente receber uma passagem internacional e/ou um estipêndio mensal para  manutenção no exterior.

Oportunidade na Junior company ligada à Ópera de Dortmund Bailarinas entre 17 e 21 anos e  inscritas no Seminário podem enviar para a Direção do Seminário vídeos ou link para o You Tube para serem apresentados por nós à Direção do Ballet da Ópera de Dortmund (Alemanha), para concorrer  a 2 (duas) vagas em Contrato de Estágio por 2 temporadas para a Junior Company (salário de cerca de 1.400 Euros brutos, dos quais são descontados impostos). Além de salário e seguro contra acidentes, o jovem conjunto – sob a Direção Geral e responsabilidade artística do Diretor e Coreógrafo Titular do Ballet da Ópera de Dortmund Xin Peng Wang, – oferece outras possibilidades de desenvolvimento e aperfeiçoamento, como Workshops, Seminários de Pas de Deux e Repertório e outras medidas de fomento. Cuidados artísticos e com o bem-estar dos jovens bailarinos estarão a cargo do coreógrafo de Dortmund Raimondo Rebeck – um dos professores e coreógrafos do XXIV Seminário Internacional de Dança de Brasília – que, após uma primeira seleção dos vídeos e links enviados, examinará as candidatas durante o Seminário, para a decisão final. PRAZO FINAL PARA ENVIO DO VÍDEO OU LINK: 6 de junho

Gala de Abertura – “1964” Por ocasião dos 50 anos do Golpe, o Seminário terá “1964”, da Faces Ocultas Companhia de Dança (Salto-SP), como espetáculo de abertura na sexta-feira (27 de junho).O espetáculo teve como um dos elementos da composição coreográfica, histórias envolvendo lutas e conflitos, passeatas da classe artística: músicos, estudantes, escritores e todo tipo de pessoa que lutava pela liberdade de expressão numa difícil época da ditadura. Na ocasião será prestada uma homenagem ao Secretário de Estado de Cultura do DF, Hamilton Pereira da Silva, assim como a Claudio Santoro e família,  o cineasta Vladimir Carvalho, o editor Victor Alegria, o estudantes Honestino Guimarães (in memoriam), o artista plástico Glênio Bianchetti (in memoriam), o arquiteto João da Gama Filgueiras Lima (Lelé- in memoriam), entre outros.

Gala de Encerramento – Paquita Na sexta-feira (11 de julho) será realizada a Gala de Encerramento (incluída na programação do Ano da Alemanha no Brasil) que contará com a seguinte programação:

– Paquita (suíte do ballet, incluindo o Grand Pas, Pas de Trois, mazurca com as crianças) – remontagem de Gisèle Santoro (filha) – música de Minkus – “Regen, in deinen dunklen Augen” (Chuva, em teus negros olhos) – coreografia de Raimondo Rebeck (Alemanha) – música de Ezio Bosso – criação mundial –“Sturm und Drang” (Tempestade e Ímpeto) – coreografia de Mônica Proença (Brasil/Canadá) – música de Claudio Santoro com texto de poetas alemães – criação mundial

Elenco: Dance 2000 Cia. de Dança, formada por participantes do Seminário e bailarinos convidados

Professores convidados

ALEMANHA Vladimir Klos Raimondo Rebeck Christoph Böhm

BRASIL Gisèle Santoro (filha) Evandra Martins (Brasil/França) Mônica Proença (Brasil/Canadá) Fabiana Maltarolli (Brasil/Suíça) Jânia Batista  (Brasil/Suíça)

ESPANHA Roser Muñoz

EUA Karah Abiog Austin Hartel Rachel Hendricks

FRANÇA Vincent Gros

CORREPETIDORES Jaroslaw Madroszkiewicz (Polônia/Áustria) Shoshana Band (Israel)

Alunos que completam o círculo –  Depois de Mônica Proença (hoje radicada no Canadá, foi aluna tem voltado como professora, tendo participado de todas as edições do Seminário), e Evandra Martins (radicada em Paris) que foram alunas e têm voltado como mestres, também ex-aluna, e hoje professora do evento), este ano celebra a participação de Fabiana Maltarolli. Medalha de Ouro no 1o. Seminário. Carioca,  ganhou em 1991 uma Bolsa de Estudos para a Escola da Ópera de Viena (Áustria). Foi por muitos anos 1a. Bailarina da Ópera de Zurique (Suíça) e atualmente é professora de Dança da Academia de Zurique.

Programação paralela – Todos os anos, o Seminário cria eventos com programação alternativa no intuito de “inundar a cidade de dança”, afirma Gisèle Santoro. A programação conta com um Palco Livre com espetáculos diários e “aulões” com grupos convidados e participantes do DF e de outros centros, além de uma Maratona da Dança (um dia de apresentações ininterruptas, com participação do público presente) e o Brasília Dança! (Concurso com Júri Popular com premiação em espécie). Mas a programação paralela ainda terá mini-apresentações variadas no Metrô (Arte nos Trilhos), espetáculos em diversas administrações regionais (Circuito da Dança) e uma Feira da Dança.

Responsabilidade social –   O Seminário desenvolve o proograma especial “Dançar para Viver / Viver para Dançar”, dirigido às crianças carentes do Distrito Federal e de outros Estados da Federação, oferecendo Bolsas de participação para o evento. Para se candidatar, fazer uma solicitação por escrito à Secretaria de Estado da Cultura do DF.

Histórico – Concebido por Gisèle Santoro e promovido pela  Secretaria de Cultura do DF desde 1991, em parceria com Embaixadas e Instituições Culturais nacionais e internacionais – com destaque para a Associação Cultural Claudio Santoro – o “Seminário Internacional de Dança de Brasília“, é realizado anualmente no Teatro Nacional Claudio Santoro.

Por sua projeção, nível e seriedade, já atraiu milhares de participantes do país e do exterior, sendo considerado como um dos mais importantes do país e referência internacional.

Sem similar no mundo por sua ação cultural, social e turística, reúne as características de um festival às de um congresso acadêmico, com a finalidade de facultar uma carreira internacional aos talentos nacionais, por meio do aperfeiçoamento do bailarino brasileiro no país ou no exterior.

Para alcançar esta meta, o Seminário conta com um Corpo Docente de renome internacional; oferece cursos de diversas disciplinas práticas e teóricas de dança e teatro; organiza uma companhia profissional temporária, selecionada em audição por banca internacional, com bailarinos nacionais e estrangeiros, realiza espetáculos gratuitos no Plano Piloto e nas diversas Regiões Administrativas do DF; e quando possível em outros centros do país, inclusive com orquestra sinfônica e companhias convidadas do país e do exterior; promove um concurso em várias categorias (solo, duo, trio, conjunto, grupo), modalidades e estilos, para diversas faixas etárias níveis de conhecimento, inclusive para portadores de necessidades especiais; programa conferências, lançamentos de livros, exposições e exibições de fotografias, filmes e vídeos.

Sua mais relevante característica, no entanto, é o oferecimento de Bolsas de Estudo, Estágios e Contratos, para prestigiosas instituições de ensino na Europa (Paris, Viena, Berlim, Munique, Leipzig, Dresden, Stuttgart, Praga e Londres), no Canadá, na Austrália e nos EUA (Nova Iorque e Washington), e teatros e companhias no exterior. Desde sua criação, foram concedidos mais de 400 Prêmios – entre Bolsas de Estudo, Estágios e Contratos – para jovens bailarinos brasileiros de talento. Entre os resultados:

– a grande maioria dos bolsistas – alguns são 1os. Bailarinos em importantes Cmpanhias – foi assimilada por conjuntos internacionais do porte da Ópera de Viena, Ópera de Zurique, Ballet de Stuttgart, Ópera de Leipzig, Ballet dNancy, Ópera de Hamburgo, Aalto Ballett Theater Essen, Ópera de Munique, Ópera de Dresden, Ópera de Salzburg, Ópera de Dusselforf, Ópera de Magdeburg, Jeune Ballet de France entre outros

– inúmeras Medalhas em diversos concursos internacionais (Luxemburg, Helsinki, Eurovision, entre outros,

– Premiações Internacionais em 2005, dois bolsistas foram agraciados com o Prêmio da Dança Alemão “Futuro”, nas áreas de Dança Masculina e Coreografia. E uma Bolsista recebeu o Prêmio de Estímulo concedido pelo Ministério da Cultura da Baviera (Alemanha);

– O evento também tem distribuído prêmios em espécie – nesses 23 anos foram dados cerca de R$ 1 milhão em prêmios – dos quais 95%, assim como passagens internacionais foram oferecidas por instituições estrangeiras para bolsistas selecionados. Para 2014, além dos prêmios previstos no valor de até R$ 20 mil, serão oferecidas mais de 10 Bolsas de Estudo e Estágios. E bolsistas selecionados poderão eventualmente receber uma passagem internacional e/ou um estipêndio mensal para  manutenção no exterior.

Site – http://www.dancebrasil.art.br Informações ao público: (61) 3273-3095– 8574-1695

Assessoria de imprensa – MARCOS LINHARES – 61 8405-8290 e Vitor Ferns – 61 9200 7710 (vitorferns@agenciac7.com /linhares@marcoslinhares.com.br)

Release Geral 2013

Ave, Dança!

Espetáculos de companhias estrangeiras e bolsas no Exterior marcarão a 23a. edição do Seminário

Internacional de Dança de Brasília, de 07 a 28 de julho de 2013

O Seminário Internacional de Dança de Brasília 2013, que será realizado de 07 a 28 de julho, trará novidades como estágio oferecido pela Tanz Atelier Wien (Áustria) 

A cada ano, a Coordenadora do Seminário Internacional de Dança de Brasília, Gisèle Santoro, inova e traz novidades para o evento, conhecido e respeitado nacional e internacionalmente e responsável por ter possibilitado a mais de 400 bailarinos brasileiros, uma chance em prestigiadas escolas, academias e companhias internacionais. Para 2013, Santoro  contará entre o time professores/estrelas com Sebastian Prantl (Áustria), Roser Muñoz (Espanha), Vincent Gros (França), Heather Dotto (Canadá), com Marina Macura (correpetidora da Croácia), e a participação especial das companhias Lamondance (Canadá) e Tanz Atelier Wien (Áustria)

Alunos que completam o círculo –  Depois de Mônica Proença (hoje radicada no Canadá, foi aluna tem voltado como professora, tendo participado de todas as edições do Seminário), e Evandra Martins (radicada em Paris, também ex-aluna, e hoje professora do evento), chegou a vez de Davi Rodrigues. Ele também possui uma história de sucesso. É de Samambaia (DF), ganhou Bolsa do Seminário para o Canadá, atualmente tem muito sucesso por lá e chegou a ser o quinto colocado na audição para o Cirque de Soleil. Atualmente em Vancouver, é Co-Diretor e Coreografo da “Lamondance” juntamente com Monica Proença e Lara Barclay, alem de realizar atividades de professor e coreógrafo de Dança Moderna e Contemporânea na RNB Dance and Theatre Arts, Capa Dance & Drama School, North West Academy Perform and Arts, e em outras escolas como convidado em Vancouver. Tem recebido diversas premiações de destaque nos festivais de Vancouver inclusive, como melhor coreógrafo, inclusive nos EUA. Davi foca em desafiar a liberdade física, usando movimentos acrobáticos e explorar o corpo de forma inusitada.  Ao participar, depois, ir ao exterior com Bolsa, fazer sucesso e retornar como professores e oferecer Bolsas, tais trajetórias, mostram a beleza de um círculo que se fecha.  “O seminário foi de grande importância na minha vida, pois por meio dele muitas portas se abriram para mim no universo da dança, que é tão vasto e complexo. Pude apurar meus talentos como bailarino e refinar minhas qualidades enquanto criador, pude vivenciar, aprender, ensinar e amadurecer também como ser humano. Sou muito grato ao Seminário Internacional de Dança de Brasília por tudo isso. Desejo que muitos outros bailarinos possam desfrutar dessa experiência maravilhosa que eu pude receber “, revela Davi Rodrigues.

Vincent Gros e Sebastian Prantl –  Dois dos professores do Seminário de 2013, tem uma vida dedicada à dança e aos palcos. Vincent Gros nasceu en Limoges (França) e terminou a formação como bailarino clássico na Royal Ballet School de Londres. Em 1994, foi finalista do Grand Prix de Lausanne (Suiça), e depois participou  de numerosas companhias como solista e 1º bailarino: Birmingham Royal Ballet (Inglaterra), Cape Town City Ballet (África do Sul), Leipziger Ballett (Alemanha) e  Ballet du Capitole de Toulouse (França). Através do anos interpretou os primeiros papéis de todo o repertório clássico e coreografias de Balanchine, Kylian, Cranko, Ashton, McMillan, Christie, North, Duato, Wainrot, Montero, Campos, Krugel, Bonafoux, Touzeau y Scholz. Nos últimos anos foi convidado como Professor e Maîre de Ballet no Ballet Madrid, Ballett Mainz e do Barcelona Ballet Angel Corella, além de participar de suas galas. Em 2004, obteve o Diploma Estatal de Professor de Dança do Ministério de Cultura da França, tendo trabalhado em várias escolas na França e na Espanha. Já Sebastian Prantl nasceu em Viena e formou-se em artes performáticas em Nova Iorque, no Dance Theatre of Harlem, Martha Graham School, Juilliard School, e no Whitney Independent Studio Program, entre outros. Fundou o Tanz Atelier Wien com a pianista Cecilia Li em 1988. Projetos, produções e simpósios são produzidos numa base internacional. Sua orientação em direção a temas relacionados à arte e música ao vivo distinguiram-no no panorama da Dança austríaca em evolução. Seu trabalho coreográfico levou-o à Índia, China, Taiwan, EUA e Europa. Desde 2009 é o Diretor do International ChoreoLab Austria, em cooperação com a Universidade Krems Danúbio e outras instituições federais austríacas. Este projeto interdisciplinar tem como meta prover educação pós-graduada em Dança e coreografia, e trabalha com uma intensificada interpretação de coreografia que combina dança contemporânea, discurso teórico e um múltiplo treino performático.

A correpetidora croata Marina Macura é graduada pela Academia de Música da Universidade de Sarajevo com Bacharelado e Licenciatura em Canto, Regência, Teoria Musical e Piano. Trabalhou no Conservatório e no Teatro Estatal de Sarajevo, na Ópera de Zurique, na Academia de Dança de Zurique, na Escola Superior de Arte, estando atualmente na Escola Superior de Música e Artes Cênicas de Mannheim. Há vários anos  desenvolve atividade como Docente de Teoria Musical para Dança e Pedagogia da Dança, ensinando em Seminários para bailarinos profissionais, professores de dança e Corepetidores. Além disso, trabalha em diversos teatros suiços como Regisseur, Coreógrafa e Cenógrafa, além de compor musicais, tendo já recebido diversos Prêmios e Honrarias.

Gala de abertura  –  No sábado (13/07), será realizado o espetáculo de abertura do evento, às 21h, na Sala Villa-Lobos, do Teatro Nacional Claudio Santoro, com a Cia. Lamondance (Canadá), que apresentará o espetáculo “Human”. Lamondance exibiu seus trabalhos em palco canadenses e internacionais, com performances em festivais e eventos como Vancouver Global Dance Project, Art Umbrella’s Sunday Performance Series, Move: the company, TanzArt Festival in Germany, Dancestreams, Art for Impact, Vancity Projects, One Night for 1 Day and the Cultch’s Ignite Youth Festival,entre tantos outros.

Lago dos Cisnes – Para encerrar o evento, o Seminário apresentará o Lago dos Cisnes, em duas apresentações nos dias 27 e 28/07. Nessa Gala de Encerramento,  o elenco será formado por participantes do Seminário e bailarinos convidados (que compõem a companhia criada anualmente para os espetáculos do Seminário chamada de Dance 2000 Cia. de Dança), com a participação do solista convidado, LUIS RUBÉN GONZALEZ (CUBA) e da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, sob a regência do maestro Claudio Cohen

Programação paralela – Todos os anos, o Seminário cria eventos com programação alternativa no intuito de “inundar a cidade de dança”, afirma Gisèle Santoro. A programação conta com um Palco Livre (colocado na Praça Lúcio Costa- em frente ao Conjunto Nacional de Brasília- a partir de 10 de julho) com espetáculos diários e “aulões” com grupos convidados e participantes do DF e de outros centros, além de uma Maratona da Dança (um dia de apresentações ininterruptas, com participação do público presente) e o Brasília Dança!(Concurso com Júri Popular com premiação em espécie). Mas a programação paralela ainda terá mini-apresentações variadas no Metrô (Arte nos Trilhos), espetáculos em diversas administrações regionais (Circuito da Dança) e uma Feira da Dança montada a partir do dia 06/05, no Foyer da Sala Villa-Lobos.

Responsabilidade social –   O Seminário desenvolve o programa especial “Dançar para Viver / Viver para Dançar”, dirigido às crianças carentes do Distrito Federal e de outros Estados da Federação, com aulas com os professores do evento.

Histórico – Concebido por Gisèle Santoro e promovido pela Secretaria de Estado de Cultura do DF em parceria com a Associação Cultural Claudio Santoro, Embaixadas e Instituições Culturais nacionais e internacionais, é realizado anualmente no Teatro Nacional Claudio Santoro. Por sua projeção, nível e seriedade, já atraiu milhares de participantes do país e do exterior, sendo considerado referência internacional.

Sem similar no mundo por sua ação cultural, social e turística, reúne as características de um festival às de um congresso acadêmico, com a finalidade de facultar uma carreira internacional aos talentos nacionais, através do aperfeiçoamento do bailarino brasileiro, no país ou no exterior.

Para alcançar esta meta, o Seminário:

– conta com um Corpo Docente de renome internacional;

– oferece cursos durante 3 semanas de diversas disciplinas práticas e teóricas de dança, teatro, circo e condicionamento físico;

– organiza uma companhia profissional temporária, selecionada em audição por banca internacional, com bailarinos nacionais e estrangeiros;

– realiza espetáculos gratuitos no Plano Piloto, nas diversas Regiões Administrativas do DF e, quando possível, em outros centros do país, inclusive com orquestra sinfônica e companhias convidadas do país e do exterior;

– promove um Concurso em 3 etapas, com várias categorias (solo, duo, trio,conjunto, grupo), modalidades  e estilos, para diversas faixas etárias e níveis de conhecimento, inclusive para portadores de necessidades especiais, com expressivos prêmios em espécie;

– programa conferências, lançamentos de livros, exposições e exibições de fotografias, filmes e vídeos.

Diferencial importante: os principais eventos do Seminário são transmitidos em tempo real pela Internet – com inclusão imediata nas redes sociais. Também neste quesito o evento é único no mundo.

Sua mais relevante característica é o oferecimento de Bolsas de Estudo, Estágios e Contratos, para prestigiosas instituições de ensino na Europa (Paris, Viena, Berlim, Munique, Leipzig, Dresden, Stuttgart, Praga e Londres), no Canadá, na Austrália e nos E.U.A (Nova Yorque e Washington) e teatros e companhias no exterior. Desde sua criação, foram concedidos mais de 388 Prêmios – entre bolsas de estudos, estágios e contratos – para jovens bailarinos brasileiros de talento.

Entre os resultados:

– a grande maioria dos bolsistas – alguns já são 1os Bailarinos em importantes companhias – foi assimilada por conjuntos internacionais do porte das Óperas de Viena e Salzburg, (Áustria), Zurique (Suiça), Leipzig, Hamburgo, Munique, Dortmund,  Düsseldorf, Magdeburg como dos Teatros Municipais de Heidelberg, Mainz, Gelsenkirchen, Meinigen, Würzburg, Sandhausen, Gera, Dessau e Bremerhaven,  e do Ballet de Stuttgart, Aalto Ballett Theater Essen, Semperoper Dresden (Alemanha), do Ballet du Capitole (Toulouse), Jeune Ballet de France (Paris), Ballet de Nancy(França), English National Ballet School (Londres) Companhia Nacional de Bailados (Lisboa), – inúmeras Medalhas em diversos Concursos Internacionais (Luxemburg, Helsinki, Eurovision etc);

– Premiações internacionais: em 2005, dois bolsistas foram agraciados com o Prêmio da Dança Alemão “Futuro”, nas áreas de Dança Masculina e Coreografia. E uma bolsista recebeu o Prêmio de Estímulo concedido pelo Ministério da Cultura da Baviera (Alemanha).

O evento também tem distribuído significativos prêmios em espécie – nestes 22 anos foram dados  cerca de R$ 950.000,00 em prêmios, assim como passagens internacionais para bolsistas selecionados – sendo  95% oferecidos por instituições estrangeiras.

Para 2013, além de Prêmios previstos no valor de até R$ 20.000,00, serão oferecidas mais de 10 Bolsas de Estudo e Estágios. E bolsistas selecionados poderão eventualmente receber uma passagem internacional e/ou um estipêndio mensal para sua manutenção no exterior.

Assessoria de imprensa – MARCOS LINHARES – 61 8405-8290 e Vitor Ferns – 61 9200 7710 (vitorferns@agenciac7.com / linhares@marcoslinhares.com.br)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s