De Bolshoi para Brasília

Foto: Vanessa Miyasaka.

Foto: Vanessa Miyasaka.

Por Vanessa Miyasaka –

Todos os anos, o Seminário Internacional de Dança de Brasília reúne renomados professores e atrai centenas de bailarinos do Brasil. Um deles é o catarinense Grecco De Leon (24), que veio para a capital participar dos cursos e concursos oferecidos pelo evento. Ele é um dos bailarinos selecionados para a 2ª Etapa do Concurso.

De Chapecó, cidade localizada em Santa Catarina, Grecco De Leon se dedica à dança desde os 14 anos de idade. Foi em seu aniversário, assistindo um filme Billy Elliot, que o jovem decidiu perseguir sua carreira no estilo clássico.

Na mesma escola de artes em que fazia aulas de piano, o catarinense se inscreveu na turma de ballet. “Fui o primeiro menino na cidade, em 14 anos, a fazer ballet”, recorda o bailarino. Depois de um ano ensaiando, De Leon decidiu fazer, aconselhado por seu professor, uma audição para entrar na renomada Escola de Teatro Bolshoi no Brasil, em Joinville-SC.

“Fiz a audição brincando, só para ter uma aula dentro do Bolshoi, e acabei passando”, lembra com alegria. “Quando fui aprovado, ficou mais claro que eu poderia seguir carreira profissional”. Após cinco anos de estudos, De Leon se formar na escola de dança russa. Formado, foi contratado temporariamente como bailarino no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, onde permaneceu até o fim de 2014.

NO SEMINÁRIO

De Leon aterrissa em Brasília com o objetivo de conhecer professores importantes no cenário mundial e, com eles, aprimorar técnicas. Dando continuidade ao sonho, pretende um dia fazer audição em uma escola de dança na Europa. “Conhecendo, por exemplo, o professor Vladmir Klos aqui no Seminário tendo contato com ele e percebendo suas técnicas, penso em ir à Alemanha prestar audição”, disse ele bem animado com a oportunidade.

Assim que saiu a lista dos aprovados, De Leon iniciou o ensaio da coreografia, que apresentará aos jurados na próxima sexta-feira (24/07), às 18h. “O professor Vincent Gros ensaiou a minha variação mais cedo”, conta o bailarino. “Acredito que, em uma semana de ensaio com ele, as mudanças serão perceptíveis”, observa De Leon ao se referir da qualidade das aulas do professor.

Na fase final, prêmios em medalha e dinheiro serão distribuídos aos melhores bailarinos, que ainda terão a oportunidade de serem escolhidos por algum dos professores que vieram em busca de novos talentos.
Este é um evento da Secretaria de Estado da Cultura do Distrito Federal em parceria com a Associação Cultural Claudio Santoro.

Este evento faz parte do programa DANCE BRASIL.

Para reproduzir as matérias basta somente dar crédito à Agência Dance Brasil.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s