Grupos da cidade e bailarina americana atuam em comemoração ao  Dia do Hip-hop

IMG_8717

Donas da Rima dá um toque feminino ao hip-hop brasiliense. Foto: Divulgação

Por Luis Filgueira –

O Dia do Hip-hop é celebrado em 19 de julho e, coincidindo com a data do Seminário Internacional de Dança, não poderia ficar de fora da programação. O hip hop, que carrega três vertentes – a música, a dança e o grafite, tomarão a cena com apresentação de música e dança no Palco Livre do seminário, dia 19, às 16h, com os grupos Donas da Rima e In Steps.

A CENA É DELAS

Uma das atrações, Donas da Rima, é um grupo do Distrito Federal, composto por dez mulheres que fazem rap. E buscam, a partir da música, um lugar no sol ao estilo que reserva pouca visibilidade na grande mídia. Entre os temas abordados por elas estão: a violência doméstica, o abandono, as dificuldades diárias, o amor e a luta da mulher pelo seu espaço. Segundo Cléo Street, uma das integrantes, o grupo vai aproveitar a oportunidade para apresentar o novo trabalho. “Estamos esperando pelo dia com muita expectativa vamos para mostrar nosso novo trabalho aos participantes do Seminário Internacional”, contou. O grupo disponibilizará para venda blusas do grupo, CD e DVD.

DEIXA COM ELES

Já o In Steps surgiu em Ceilândia em 2010, nas oficinas que o dançarino Alan Jhone (o B.boy Papel) ministrava no Centro de Orientação Sócio Educativa (COSE) e no Centro de Referência de Assistência Social (Cras). O dançarino observou em sua trajetória na dança de rua, que entre seus alunos havia talentos a serem lapidados. Daí surgiu o In Steps, que hoje desenvolve suas atividades no Centro Cultural de Ceilândia. O grupo já participou de competições – inclusive no próprio Seminário, onde foram vencedores de concursos em edições passadas.

QUEM VEM DE FORA TAMBÉM TEM VEZ

A bailarina e professora americana Rachel Hendricks também marca presença no festival. Ela é pedagoga em dança moderna, formada pela Universida de Oklahoma, Estados Unidos. Atualmente dirige um programa de ensino de dança verão, o Oklahoma Pioneer Bibliotecas. Rachel, que já foi três vezes campeã do All-American Dancer, também participou de importantes projetos de clássicos contemporâneos americanos como George Crumb, Marjorie Maria Tallchief, Miguel Terekhov e Yvonne Chouteau.

PARA FECHAR COM CHAVE DE OURO

Também farão participações especiais os dj’s Raffa e Marcão, que juntos formaram o grupo Baseado nas Ruas. Raffa, premiado nacionalmente na cena do hip-hop, iniciou a carreira em 1982, quando dançava breakdance no Distrito Federal.

Este é um evento da Secretaria de Estado da Cultura do Distrito Federal em parceria com a Associação Cultural Claudio Santoro.

Este evento faz parte do programa DANCE BRASIL.

Para reproduzir as matérias basta somente dar crédito à Agência Dance Brasil.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s