Associação Claudio Santoro entregará neste domingo (28-06) cds do Ponto de Cultura

capa cd

Por Marcos Linhares

Neste domingo (28-06), no Museu da República, às 17h,  a Associação Cultural Claudio Santoro
entregará para os alunos da 2ª etapa do projeto do Ponto de Cultura “Caminhos Audiovisuais”, os Certificados de conclusão das oficinas de Áudio, Produção Musical e Audiovisual das turmas matutino e vespertino e também os CDs da coletânea “A voz que Ecoa” produzido pelos próprios alunos e com participação de vários grupos de rap de diversas comunidades do DF. Estarão presentes e se apresentarão os seguintes grupos:Visão Realista, DF Jihad, Calamidade Pública, Quadrilha Intelectual, Natasha Kula e, Liberdade Assistida. A Associação Cultural Claudio Santoro é a administradora do Ponto de Cultura Caminhos Áudio Visuais.

CD “A voz que ecoa”
O CD do Ponto de Cultura Caminhos Audiovisuais intitulado “A voz que ecoa” é uma coletânea com grupos de rap compostos por alunos das oficinas do Ponto e também por grupos de diversas localidades do DF que ainda não têm CD gravado além da participação do Rapper do Norte F-Dois do MHF (Movimento Hip Hop da Floresta) fruto de intercâmbio e parceria entre a Associação Cultural Claudio Santoro, Kanidé e MHF de Porto Velho. Fazem parte desse projeto os seguintes grupos:
Visão Realista – Estrutural – DF
Calamidade Pública – Sobradinho – DF
DF Jihad – Samambaia – DF
Quadrilha Intelectual – Recanto das Emas – DF
Triologia – Varjão – DF
Mente Agressiva e Natasha Kula – Ceilândia – DF
F-Dois – Porto Velho – Rondônia – RO
Liberdade Assistida – Colonia Agrícola – Samambaia – DF

Os grupos Visão Realista, DF Jihad, Triologia, Mente Agressiva e Liberdade Assistida são de alunos das oficinas do Ponto de Cultura

Dance Brasil
A conclusão das Oficinas de Audiovisual bem como do CD produzido pelos alunos, da 2ª etapa do projeto do Ponto de Cultura “Caminhos Audiovisuais”, são parte integrante do “Dance Brasil”. Dance Brasil é mais que um projeto, é um Programa de Iniciativas, composto de ações, projetos e eventos da Associação Cultural Claudio Santoro distribuídos ao longo do ano, em parceria com instituições culturais nacionais e internacionais, públicas e privadas, abrangendo projetos de Dança e áreas afins que tenham uma interface com a Dança, e cujo item central e mais importante é o Seminário Internacional de Dança de Brasília, referência tão importante na área cultural que constitui premiação oferecida por um dos concursos mais importantes do mundo, o Prix de Lausanne (Suíça).  Além de seu reconhecido intrínseco valor artístico-cultural, o Dance Brasil tem expressivas vertentes sociais e turísticas, formando suas diversas atividades uma Teia em que os valores culturais projetados são uma forma de divulgar o Brasil, sua capital, seus artistas e seus costumes, assim como promover os talentos nacionais, em suas diversas facetas. Seus projetos e ações são projetados para promover arte, a cultura e a integração social, assim como o turismo regional, nacional e internacional, praticado por brasileiros e estrangeiros. Neste Programa de Iniciativas, múltiplas ações têm ocupado posição de destaque através dos anos. Normalmente apresentadas como projetos independentes para facilitar a captação de recursos – já que por si só possuem meritórias características – na verdade, são parte integrante desta grande Teia. O Dance Brasil engloba, entre outros, o “Seminário Internacional de Dança de Brasília” (iniciado em 1991); o “Festival de Hip Hop do Cerrado” (iniciado em 2006), “Arte nos Trilhos” (iniciado em 2006), “Circuito da Dança” (iniciado em 1998), o “Palco Livre” (iniciado em 2006), o “Brasília Dança” (iniciado em 2002) , a “Maratona da Dança” (iniciada em 2008), a “Feira da Dança” (iniciada em 1991), e o Ponto de Cultura Caminhos Áudio Visuais.
Associação Cultural Claudio Santoro

A Associação Cultural Claudio Santoro é uma instituição civil sem fins lucrativos, de caráter cultural e educacional, com personalidade jurídica própria, tendo como objetivo preservar a memória e promover o culto à obra do maestro, professor e compositor Claudio Santoro, bem como fomentar a Cultura em todas as suas manifestações. Fundada em Brasília logo após o desaparecimento de seu patrono em 1989, foi oficializada em 11 de março de 1995 por destacadas personalidades da vida cultural e política de nosso país, que elegeram como 1º. Presidente da instituição o insigne amazonense, Senador Bernardo Cabral. Atualmente está sob a Presidência do advogado Dr. Roberto Macedo de Siqueira. É promotora, em parceria com a Secretaria de Cultura e Esporte do DF, do Seminário Internacional de Dança de Brasília – único no mundo por suas características e um dos mais importantes no país – que em 2015 alcança sua 25ª edição, e já outorgou cerca de 450 Prêmios (entre Bolsas de Estudo para conceituadas instituições de ensino, estágios e contratos no exterior) para bailarinos brasileiros, além de cerca de R$1,25 mil milhão em prêmios em espécie e passagens internacionais: e que faculta Bolsas de Participação a crianças e adolescentes carentes ou em situação de risco de instituições que promovam dança como inclusão social. Especial relevância possuem as iniciativas de caráter social: o Festival de Hip Hop no Cerrado (5 edições), congregando bandas de rap, grafiteiros, DJs e break e street dancers, numa manifestação cultural que, dando voz a minorias, acentua o caráter social do movimento, inclusive com oficinas no CAJE; o 1º Seminário de Hip Hop do DF e Entorno – realizado em parceria com a UnB, o GDF e a Prefeitura do CONIC – que congregou entidades de todo o país para discutir a utilização do movimento em ações no âmbito social.Também em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura do DF, o projeto “Verão Dança Brasília”, fornecendo, gratuitamente, espetáculos e cursos de diversas disciplinas da dança. Com o Ballet de Brasília, realizou a Abertura do Desfile de Sete de Setembro de 2004, ocasião em que, pela primeira vez, bailarinos participaram de tal evento. Destacam-se também a realização de eventos culturais em nosso país e no exterior, a promoção de tournées de concertos de artistas brasileiros, gravações de música erudita e popular, em especial do CD patrocinado pela Fundação Cultural Palmares do grupo “Atitude Feminina”, conhecido nacionalmente por seu engajamento contra a violência doméstica e a discriminação de raça, gênero e classe. O vídeoclip deste CD já tem três milhões acessos no Youtube e o 2º dois milhões. Em 2007 teve a seu cargo a produção do ballet “Quebra-Nozes” em Duque de Caixas (RJ), juntando bailarinos profissionais de várias regiões a jovens estudantes da cidade, iniciativa única no gênero. Também em 2007 assinou convênio de cooperação com a Universidade de Brasília para o desenvolvimento de vários projetos culturais. Em 2008 foi habilitada pelo Ministério do Trabalho para realizar, em S. Sebastião, cursos de profissionalização voltados para o 1º Emprego, visando principalmente jovens egressos do sistema penal, em conflito com a lei ou em liberdade assistida, assim como portadores de necessidades especiais e afro-descendentes. Em 2009 contratada pela Caixa Econômica Federal para realizar, em seu estúdio, oficinas de audiovisual para jovens carentes, dentro do projeto “Jovens de Expressão”. É Ponto de Cultura do Ministério da Cultura com o projeto “Caminhos Audiovisuais”, que em seu 1º ano, já realizou um DVD com vídeoclips de participantes, tendo recebido o Prêmio Hip Hop Zumbi como o melhor do ano.

Ponto de Cultura Caminhos Áudio Visuais.

A partir de 2010, a Associação Cultural Claudio Santoro foi incluída pelo MinC em sua rede nacional de Pontos de Cultura, com o projeto Caminhos Visuais que, ao mesmo tempo que visa a formação de jovens de comunidades carentes, possibilita – dentro do escopo mesmo desta formação – o registro de todas as atividades do Dance Brasil, assim como aproveita a multidisciplinaridade e quantidade das ações para divulgar o trabalho dos formandos. Digno de nota que videoclipe do grupo “Dialeto Sound Crew” – realizado pelos jovens da turma vespertina sobre a supervisão do Oficineiro de Audiovisual Tarcisio de Souza Ferreira (Wty)com somente um semestre de aulas – ganhou o Prêmio Hip Hop Zumbi do DF como melhor videoclipe do ano de 2012.

Serviço:

O que: Entrega para os alunos da 2ª etapa do projeto do Ponto de Cultura “Caminhos Audiovisuais”, dos Certificados de conclusão das oficinas de Áudio, Produção Musical e Audiovisual das turmas matutino e vespertino e também os CDs da coletânea “A voz que Ecoa” produzido pelos próprios alunos e com participação de vários grupos de rap de diversas comunidades do DF

Local: Museu da República

Hora: 17 horas

informações: (61) 8574-1695

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s