Brasília Dança premiou três grupos com escolha do Júri Popular

Grupos In Steps, Wine Slow e Ide com Arte receberam premiação em dinheiro

in steps- foto crédito Agência Brasil

In Steps, de Ceilândia (DF) foi o grande vencedor, e conquistou o bicampeonato- foto crédito Agência Brasil

Keyla Reis

Da Agência Dance Brasil-

A 11ª edição do Brasília Dança – Concurso com Júri Popular- foi realizada paralelamente a Maratona da Dança, no domingo (21) na Praça Lúcio Costa, Conjunto Nacional. O evento faz parte do Dance Brasil, do qual também faz parte o XXIII Seminário Internacional de Brasília e foi aberto a todos que quisessem participar: passantes, alunos do seminário, plateia, visitantes, escolas de dança na modalidade solo, duo ou grupo.

O grupo In Steps, de Ceilândia foi o grande vencedor do concurso, arrematando o primeiro lugar e o grande prêmio, no valor de mil reais. Os seis jovens de Ceilândia conquistaram a plateia na tarde de domingo com muito braek dance. O grupo vence o concurso pela segunda vez. A primeira foi em 2011. Para o coordenador do In Steps, o b.boy Alan Jhones, conhecido como “Papel”, a música de rua encontrou seu lugar num palco aberto ao público.

“Acredito que um dos fatos determinantes para termos vencido o Brasília Dança se deu pelo fato do evento ser realizado na rua e pelo estilo que dançamos, que procura furar a barreira do palco com o público. Estamos muito felizes! Isso agrega reconhecimento da importância da música no nosso currículo”, afirmou Papel.

A segunda posição foi para o grupo de street dance, Wine Slow, que trouxe seis dançarinos em sua maioria adolescentes e o terceiro lugar ficou com a companhia de Taguatinga, Ide com arte. A premiação foi em dinheiro. Para o segundo colocado, R$ 600 e o terceiro colocado recebeu R$ 400.

O grupo de street dance, Wine Slow, veio com seis integrantes que dançaram quatro músicas. Gabriel Guimarães Vieira Fiuza (12) chamou atenção pelo talento precoce. E se mostrou confiante após a apresentação. “Tem muita gente boa aqui, mas acho que dá para levar alguma coisa”, disse.

Para a estudante, Gisley Alves, concurso desse tipo dá mais credibilidade. “Estou achando ótimo e muito válido um concurso de rua. Ainda mais porque tem júri popular. A divulgação da arte por meio da dança clássica e contemporânea é muito boa”, disse a estudante.

A coordenadora geral do evento, Gisèle Santoro, parabenizou a todos os 23 participantes entre grupos e solos que se apresentaram. “Todos dançaram brilhantemente e merecem o prêmio. A tarde foi linda”, agradeceu.

Este é um evento da Secretaria de Estado da Cultura do Distrito Federal em parceria com a Associação Cultural Claudio Santoro.

Este evento faz parte do programa DANCE BRASIL.

Para reproduzir as matérias basta  somente dar crédito à Agência Dance Brasil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s