Sebastian Prantl (Aústria) e Alexsandro Guerra (Brasil) finalizam participação no Seminário com aula aberta

“Sou bailarina clássica, então tudo foi muito difícil, e por isto mesmo foi muito bom!” Jane Maciel

No final da apresentação, todos sentaram em círculo e compartilharam o que sentiam, e como as aulas ecoariam em suas vidas.

No final da apresentação, todos sentaram em círculo e compartilharam o que sentiam, e como as aulas ecoariam em suas vidas.

Gustavo Cordeiro

repórter da Agência Dance Brasil – 

Hoje, foi realizado o encerramento das aula de balé contemporâneo de Sebastian Prantl e Alexsandro Guerra.

O clima não era nem de longe de despedida, todos estavam felizes e empolgadíssimos. Como era aberta, alguns alunos novos observavam e aprendiam com Sebastian, que mistura teatro, filosofia e dança no mesmo balaio.

Dinâmica fluía tão plena que a bailarina Rocío Espada Brignoni recém-chegada de Porto Rico já estava plenamente conectada. “Eu vi pequenos grupos lidando com a problemática, enquanto eu estava na plateia e meu coração batia descompassado!”, confessou a garota no fim do exercício. Rocío teve que ficar observando os colegas por algum tempo, até ser autorizada a subir no palco e se juntar aos demais.

A aula foi batizada de L’Amour, em homenagem ao sentimento que junta e faz compartilhar sensações, agonias, tudo. Amor seria o que dá liga nas relações interpessoais. “O objetivo é colocar o coletivo no centro, destruir o individualismo tão forte no balé clássico e mesmo na sociedade. É uma experiência antropológica”,explica Sebastian. “Espero que todos possam aperfeiçoar o que trazem dentro de si”, completa o austríaco.

O círculo da vida

No final da apresentação, todos sentaram em círculo e compartilharam o que sentiam, e como as aulas ecoariam em suas vidas. Jane Maciel começou a chorar quando pensou no impacto. “Sou bailarina clássica, então tudo foi muito difícil, e por isto mesmo foi muito bom!”, dizia entre lágrimas.

A professora Gisèle Santoro, organizadora do Seminário passava pelo palco neste exato momento e não resistiu: puxou uma cadeira e começou a olhar atentamente cada depoimento, sorrindo.

Alexsandro Guerra vive em Roma desde 2002 e estava muito feliz com o progresso dos alunos e com a evolução da arte contemporânea no Brasil. Ele e Sebastian trabalham juntos há sete anos na Europa, e esta foi a primeira parceria no Brasil.

Para a bailarina Kira Aderne foi a experiência mais rica de todo o Seminário, e a melhor aula dos professores: “Se eu fosse embora hoje, eu estaria muito satisfeita”, afirmou.

Este é um evento da Secretaria de Estado da Cultura do Distrito Federal em parceria com a Associação Cultural Claudio Santoro.

Este evento faz parte do programa DANCE BRASIL.

Para reproduzir as matérias basta  somente dar crédito à Agência Dance Brasil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s