Mostra Brasília revela talentos da Capital em noite emocionante (14/07)

ompanhia Jovem de São José dos Campos (SP) foi a convidada para abrir o evento

Companhia Jovem de São José dos Campos (SP) foi a convidada para abrir o evento – foto Vera Bandeira

Keyla Reis

da Agência Dance Brasil 

A sala Villa Lobos, do Teatro Nacional Claudio Santoro foi o palco escolhido para companhias da cidade mostrarem talento e originalidade na noite de domingo (14), na Mostra Brasília, dentro da programação do XXIII Seminário Internacional de Dança de Brasília. O evento reuniu dez companhias de dança da Capital e teve como convidada a Companhia Jovem de São José dos Campos (SP).

A abertura

Com 12 bailarinos no palco, a Companhia Jovem encantou o público com a coreografia “Olha”, de Ana Adade, iluminação de Luiz Coelho e direção artística de Marco Sanches. A obra contou a história de uma menina que vive na lua e de um rapaz que a enxerga na Terra. O espetáculo usou vários recursos de animação gráfica para contar o sonho do rapaz ao fazer o trajeto até a lua para encontrar seu amor e claro, arrancou muitos aplausos da plateia que ficou encantada com a sensibilidade da coreografia.

Para a estudante de Direito, Erika Querido, o espetáculo foi bastante sutil e encantador. “Fiquei encantada com o enredo. A história é muito linda”, disse a espectadora.

A Viva Arte

Dentre as dez companhias que se apresentaram na Mostra, uma em especial causou bastante curiosidade no público. O Instituto Avivarte, com o grupo Asas para dançar, do Guará, trouxe oito cadeirantes (alguns com paralisia cerebral) e oito bailarinos acompanhando, sob a direção da coordenadora Janaíres Pires.

Janaíres aponta como maior dificuldade em trabalhar com balé especial a aceitação da acessibilidade. “Falta apoio das pessoas para enxergar que existe vida em uma cadeira de rodas. A nossa expectativa hoje é que os mestres da dança nos enxerguem, nos incluam e nos deem apoio. A acessibilidade começa quando somos vistos”, destaca.

A coordenadora destacou ainda a importância do trabalho no dia-a-dia dos bailarinos. “Esse trabalho foge um pouco da rotina médica pesada dos artistas e nos proporciona um momento social”. A companhia se reúne nas tardes de sábado para ensaiar, lanchar e ter um momento de recreação com as crianças.

Brasília no palco

Balé clássico, jazz, street dance, além do balé de inclusão foram as modalidades apresentadas no evento. Para o coordenador da Mostra Brasília, Reginaldo Moreira, nesta edição houve menos escolas participando devido as férias escolares. “Esse ano estamos trazendo poucas companhias, contudo a oportunidade dada a elas foi retribuída com a dedicação na participação na Mostra”, revela.

Elizabeth Vasconcelos, professora do trabalho social da “Companhia Dançando na Vila”, de Sobradinho, participa pela primeira vez do Seminário com a coreografia “Encontros”, e trouxe 18 bailarinas na faixa etária de 7 à 16 anos. “Trazê-las para participar da Mostra Brasília acrescenta no crescimento e sonho das bailarinas”, afirmou.

A Cia de dança “Corpo em cena” trouxe para o palco uma apresentação mais sensual, com a coreografia “Les Famme”, na qual duas bailarinas em cena fizeram uma performance usando cadeiras.

O balé Daniela Amorim emocionou o público com quatro dançarinas de balé clássico interpretando a música tema do filme “O Fabuloso Destino de Amèlie Poulain”.

As companhias Street Dance Natalia Prisco e a “Eixo Cia de Dança” animaram a plateia com grupos de street dance. A última usou no repertório hits da funkeira do momento, Anitta, o que agradou bastante o público.

A Mostra Brasília é aberta a todas as escolas particulares e de dança de Brasília e é realizada desde 2008, como parte do programa de iniciativas culturais da dança “Dance Brasil” do qual o XXIII Seminário Internacional de Dança de Brasília também faz parte.

Este é um evento da Secretaria de Estado da Cultura do Distrito Federal em parceria com a Associação Cultural Claudio Santoro.

Este evento faz parte do programa DANCE BRASIL.

Para reproduzir as matérias basta  somente dar crédito à Agência Dance Brasil

Uma resposta para “Mostra Brasília revela talentos da Capital em noite emocionante (14/07)

  1. Pingback: Apresentação no Teatro Nacional Cláudio Santoro | Dançando na Vila·

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s