Companhias de dança internacionais se apresentam na Gala de Abertura

Tanz Atelier Wien (Áustria) e Lamondance (Canadá) surpreenderam o público de Brasília com três espetáculos na abertura oficial do evento

 

Keyla Reis

repórter da Agência Dance Brasil

A XXIII edição do Seminário Internacional de Dança de Brasília trouxe para o palco da Sala Villa-Lobos, do Teatro Nacional Claudio Santoro (TNCS), na noite de sábado (13) duas companhias de dança internacionais. Tanz Atelier Wien (Áustria) abriu o evento com o espetáculo Hermes, Apollo e o Engenheiro. Em seguida, foi a vez da cia canadense Lamondance apresentar o espetáculo Human.

 Tanz Atelier Wien 

A cia. austríaca mostrou a união da dança com sistemas de forças tridimensionais composta de sons e figuras de movimento. Além disso, imagens da plataforma superior da Rodoviária do Plano Piloto( Brasília), mostrando o frisson do trânsito das grandes capitais. Houve também interação com a platéia, em que um dos bailarinos se sentou ao lado da coordenadora geral do evento, Gisèle Santoro e brincou com a platéia. As cenas são perfeitas para a coreografia e o talento do austríaco Sebastian Prantl e do brasileiro Alexandro Guerra que deram vida a interpretação de Hermes, Apollo e o Engenheiro.

O ator, Gê Vitor, ficou surpreso com a apresentação e afirmou ter gostado muito do impacto da proposta dos bailarinos. “Há um forte apelo dramático e uma visível carga teatral no trabalho dos dois. A cena de um deles simulando pular do viaduto da Rodoviária de Brasília é muito comovente e impactante. Perfeita!”, exclamou.

Lamondance

O canadense Lamondance não deixou por menos e apresentou duas coreografias que compõem o espetáculo Human, na noite de abertura. A primeira chamada Dreamstate (coreografia de Mônica Proença e Lara Barclay) trouxe um show de dança contemporânea que retratou um vasto espectro entre lucidez e sono profundo, que iniciava em uma lucidez tranquila e se aventurava no território pessoal dos sonhos, pela vulnerabilidade e falta de orientação que ocorre quando um indivíduo passa pelos vários estágios do sono.

Para fechar a noite, o segundo espetáculo da Lamondance (coreografia de Davi Rodrigues) apresentou Barakha (que em árabe significa “Também”). O número comoveu a plateia e retratou a cultura islãmica. Barakha representa a força benéfica de Deus que inclui esferas físicas e espirituais como prosperidade, proteção e felicidade. O espetáculo contou com 16 bailarinos em palco para retratar a história de uma anciã que vive no deserto em busca de água, o que passa a se tornar sua missão de fé e coragem.

A jornalista Daniela Quintanilha aprovou o espetáculo canadense. “Confesso que não entendi muito o primeiro espetáculo, mas gostei da performance dos bailarinos. O espetáculo canadense, dirigido pela Mônica, foi demais. As bailarinas arrasaram”, aponta.

Encerramento

Já começou o corre-corre para compra de ingressos para  O Lado dos Cisnes (espetáculo de encerramento do Seminário). Os  ingressos já estão a venda no Foyer da Sala Villa Lobos,  na bilheteria do TNCS e são vendidos a preços populares:  Valores: R$  20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia) e Censura Indicativa 18 anos.

Serviço:

O Lago dos Cisnes – A mítica por trás da história de amor entre o príncipe Siegfried e sua amada Odette, personagens do balé dramático, O Lago dos Cisnes, peça escrita pelo compositor russo Tchaikovsky (1840 – 1893), em 1876, será atração do encerramento do 23º Seminário Internacional de Dança de Brasília. Apresentações nos dias 27 /07, às 21h, e 28/07, às 20h. Participação especial dos 1os. Bailarinos do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Marcia Jacqueline e Denis Vieira, do bailarino cubano. Luiz Rubén Gonzalez e  e da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, sob a regência do maestro Claudio Cohen. Censura Indicativa 18 anos. Em cena, aproximadamente 60 bailarinos participantes do Seminário de Dança, junto com professores e coreógrafos convidados, darão vida a história de amor. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia). Direção Artística: Gisèle Santoro (mãe) – Coreografia:   Gisèle Santoro (filha)  d’après Petipa,  Ivanov e Bourmeister.

Este é um evento da Secretaria de Estado da Cultura do Distrito Federal em parceria com a Associação Cultural Claudio Santoro.

Este evento faz parte do programa DANCE BRASIL.

Para reproduzir as matérias basta  somente dar crédito à Agência Dance Brasil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s